História

No Verão muito quente de 1927, eclodiu um violento incêndio urbano, numa fábrica de cortiça localizada na actual Rua João de Deus na vila de São Brás de Alportel.
O sino da Igreja Matriz tocou a rebate e a população, em grande número, compareceu no local do sinistro, tentando a todo o custo debelar as chamas alterosas que a pouco e pouco iam destruindo o edifício. Perante a incapacidade dos meios ao seu dispor e o nervosismo de todos os assistentes e colaboradores, as chamas teimavam em prosseguir a sua destruição.


Em determinada altura e depois de atingida quase a exaustação surge a voz de Manuel Pires Rico, exclamando:
” Quem me ajuda a fundar um Corpo de Bombeiros?”
De imediato apareceu a voz do distinto médico Dr. Alberto de Sousa que disse:
” Podes contar comigo materialmente já que tecnicamente pouco ou nada poderei fazer”.

Continuar a ler “História”